Beleza Inteligente

Quarta-feira, Fevereiro 19, 2003


MAS O QUE É BURSITE???

Hoje vamos falar sobre um assunto de interesse geral- Bursite. Recebo uma infinidade de e-mails mencionando este quadro e como não é a minha especialidade, fui buscar a informação com o Dr. José Eid – Ortopedista especialista no assunto.

Vejam só o que ele diz...

Bursite é uma inflamação da bursa, que são bolsas fechadas, circulares e planas, localizadas nas junções dos tendões e ossos próximos às articulações. Você sabia que temos aproximadamente 160 bursas superficiais e profundas , localizadas em várias partes do nosso esqueleto ?

Sua função é permitir um menor atrito e reduzir a fricção nas inserções osteotendinosas como também permitir uma amplitude maior de movimentos nas articulação. Elas podem ou não se comunicar com as articulações e quando inflamadas (bursite) produzem dor e aumento de temperatura local, vermelhidão, edema e perda ou diminuição do movimento da articulação adjacente.

Podem ser classificadas em aguda e crônica e de um modo geral, podemos citar as bursites nas seguintes regiões:

Cotovelo- bursite do olécrano;
Ombro - bursite subacromial e subdeltóide;
Joelho - bursite da pata de ganso(medial)
Joelho - bursite prépatelar(anterior)
Calcaneo –bursite na inserção do tendão de aquiles;
Quadril - bursite trocantérica;
Quadril - bursite isquiotibial e do ileopsoas.

Traumas, infecção por bactérias e fungos, doenças reumáticas, artrite, gota são algumas das causas. Às vezes está também relacionada aos microtraumas(movimentos repetitivos).

Diagnóstico

A história clínica é importante para o diagnóstico como também o exame físico do paciente, realizado por um médico especialista, além de eventuais exames laboratoriais de sangue e radiografias simples. Exames como a Ultrassonografia e a Ressonância Magnética são necessários para poder se visualizar o tamanho e a extensão do processo inflamatório.

Tratamentos

O tratamento de um modo geral é conservador, isto é, através do repouso da articulação, restrição das atividades físicas e esportivas durante a fase aguda, compressas de água gelada, uso de antiinflamatórios não hormonais, como o cetoprofeno, ácido acetilsalicílico e inibidores da COX 2.
O tratamento fisioterápico é importante para aliviar a dor e o processo inflamatório.Em alguns casos, que respondem inadequadamente ao tratamento proposto, podemos realizar uma punção ou infiltração com anestesia local no local para acelerar a melhora da inflamação, porém de regra evitamos este procedimento devido aos riscos de infeçção e recidiva do quadro a médio prazo.
Outra alternativa é a acupuntura, método também eficaz para o alívio da dor..

Novo tratamento é boa alternativa!!

Atualmente existe uma alternativa ao tratamento cirúrgico de certas doenças que afetam o ombro, é a Terapia por Ondas de Choque Extracorpórea, na qual um aparelho especial fora do corpo humano gera ondas de choque que são focalizadas através de uma mira com alta precisão no ponto a ser tratado, no caso exemplificado, coloca-se a mira no tendão supraespinhoso com ou sem a calcificação.
O efeito é a regeneração e cicatrização do tendão e ou a desintegração de possíveis calcificações existentes e que produzem edema, dor e incapacidade de função com perda de certos movimentos .

É uma alternativa eficaz, segura, realizada a nível ambulatorial, não requer anestesia ou internação. De um modo geral, são no máximo 3 aplicações com intervalos semanais. O maior benefício é a resolução da doença através de um método comprovado no meio científico, sem necessidade de cirurgia e dos riscos da anestesia inerentes e imprevísiveis, apesar de toda a evolução da medicina nos dias de hoje.

Você tem este problema? Fale com o Dr. José Eid Av. Brasil, 1718 –Jardins / SP
Tel.: (11) 3083.7700